sexta-feira, 10 de janeiro de 2014

Snowland - Gramado

Há alguns anos que frequentamos Gramado e já escutávamos falar de um projeto bastante ambicioso para o clima do Brasil, a construção do primeiro parque de neve indoor das Américas.

Não podemos comparar com o Ski Dubai por exemplo, que está localizado dentro de um dos maiores shoppings do mundo e possui até sistema de teleféricos, mas posso afirmar que o parque é bastante interessante.

Quando compramos nossas passagens em junho para passarmos Natal e Ano Novo no Rio Grande do Sul, não imaginávamos que seria inaugurado no fim de outubro o parque Snowland. Incluímos de imediato em nosso roteiro um dia inteiro no parque.

Chegados no Rio Grande do Sul, acessamos a internet para adquirirmos os passaportes. Levamos um susto! No dia 21 de dezembro já não havia pacotes para os próximos dias. Decidimos subir a serra no dia 23 de dezembro pela manhã, para tentarmos comprar as entradas diretamente no guichê. 

O Snowland: http://www.snowland.com.br/ , fica localizado na RS235, estrada Nova Petrópolis/Gramado. 



Não percebemos placas indicativas do parque (talvez por distração) e passamos um pouco da entrada do estacionamento (R$ 10,00 valor único por veículo durante todo o dia), localizado do lado direito da pista sentido Gramado. Existe também um estacionamento menor localizado ao lado da entrada do parque que fica do lado esquerdo da pista, não sabemos se esse é gratuito. Fica mais próximo da entrada, não é preciso atravessar a rodovia bastante movimentada na alta temporada, por isso é bastante difícil conseguir uma vaga lá. É comum os carros passarem um pouco das entradas dos estacionamentos e voltarem para acessá-los, presenciamos vários motoristas fazendo isso, reforçando a ideia de que a sinalização não está legal. 



Antes de estacionarmos, perguntamos ao fiscal do parque se ainda existiam entradas disponíveis e ao receber a resposta que esperávamos fomos diretos para o estacionamento.


Nos dirigimos para a fila única da bilheteria, nela percebemos que algumas pessoas já estavam com uma ficha sendo preenchida. Fui no balcão e peguei algumas, nela você informa os seus dados e assina um termo de responsabilidade pelas práticas na neve. Da fila já é possível sentir um vento gelado! Chegando no guichê, fomos informados dos valores e do funcionamento do parque, perguntei se a permanência na montanha de neve pelo período de duas horas e meia continuava valendo conforme informado no site deles e fomos informados que ela não existe mais.
Agora a pessoa pode ficar na parte da montanha de neve o tempo que quiser e aguentar(a maioria não consegue permanecer tanto tempo com a temperatura tão baixa), caso queira voltar para o vilarejo alpino ou restaurantes e posteriormente retornar para a sala da montanha, deverá pagar acesso extra de R$16.

Efetuamos o pagamento de R$79,00 por adulto e R$59 para criança, recebemos uma pulseira de acesso com chip, uma senha para o grupo acessar a montanha de neve quando solicitado pelos telões ou sistema de som e ingressamos na primeira parte do parque.

Ao encostar a pulseira no sensor da primeira catraca, temos acesso à Aldeia de Neve, onde estão localizadas lojas (roupas, joias, chocolates, doces, etc...) ao redor da pista de patinação. É com a pulseira também que são armazenados gastos adicionais que devem ser pagos na saída (aluguel de equipamentos, acessos extras à montanha,etc).

Os preços podem ser comparados aos de uma estação de esqui real, para se ter ideia, um balde de pipoca custa R$18,00.























Para quem gosta de patinar no gelo, tem que dispor de algumas horas na fila (lembrando que estivemos no parque em "altíssima temporada" - 23 de dezembro), nem tentamos. Pelo que observamos, as pessoas ficavam várias horas nas filas e depois tentavam permanecer o máximo que conseguiam, na pista. 

Contornando a pista de patinação, temos acesso ao hall com escada e elevador que nos leva ao segundo piso onde estão localizados 2 restaurantes com grandes janelas de observação para a montanha de neve.


Restaurante com lanches mais rápidos






Restaurante com serviço a la carte, mais sofisticado



É comum as pessoas que optam por não fazer as atividades na neve, ficarem horas observando o que acontece na montanha através das janelas. 
 


Vista da montanha através das janelas do restaurante


O acesso à montanha é liberado a cada grupo de 15 pessoas e após exatamente longas 3 horas, nossa entrada estava liberada. Passamos pela segunda catraca e nos dirigimos aos balcões que fornecia calça, jaqueta, bota, capacete e luva. É obrigatório o uso de meia de algodão que não é fornecida mas que pode ser adquirida na loja ao lado. Alugamos um armário por R$10 e nos dirigimos ao vestiário para nos prepararmos. Uma dica muito importante nessa hora é a seguinte: após colocar as meias, tenha cuidado para não pisar no chão molhado, a não ser que queira ficar com os pés congelados dentro das botas.


A neve fabricada lá é real e de ótima qualidade. Eles conseguiram reproduzir em ambiente fechado todos os fatores necessários para reproduzi-la. 




Para crianças menores de 10 anos, uma opção é descer em pequenas boias por caminhos de neve que descem pelo castelo. 





Entre a cabana de chocolate quente e o castelo, temos acesso ao setor "Glacial" onde existem corredores que mostram algumas espécies que vivem ou viviam no gelo.

















Alguns dos animais são mecatrônicos, se movimentam e reproduzem sons.

Telão que exibe animais nadando em águas geladas













Ao lado direito do castelo, existe uma esteira que leva os praticantes de esqui e snowboard até o topo da montanha. Optamos por não fazê-los, mas se fosse o caso desembolsaríamos mais R$25 apenas pelo equipamento ou R$46 pela aula + equipamento.

No meio existe uma escadaria que nos leva ao fundo castelo, onde pegamos boias maiores para prática de airboarding e subimos a montanha por estreito caminho de neve. 
 
Sem sombra de dúvida é o ponto principal do passeio. As boias pegam uma ótima velocidade e é bastante divertido.



































Mapa do complexo disponível no site oficial

24 comentários:

  1. Gostei muito do seu relato!
    Um passo-a passo bem legal e com fotos ilustrativas.
    Muito bom também , é saber os valores que vamos gastar ,
    Parabéns!

    ResponderExcluir
  2. João , não consigo visualizar Gramado e Canela , algum problema??

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente~algumas páginas foram excluídas acidentalmente,vou postar novamente sobre Gramado e Canela só que dessa vez da nossa última visita de 2013-2014.

      Excluir
  3. Oi João , eu de novo , muito útil mesmo , o melhor que li !!
    Vc diz :" na montanha de neve continuava a mesma informada no site de 02:30 hrs e fomos informados que ela não existe mais e que a pessoa pode permanecer o tempo que quiser, mas que é válida para apenas 1 acesso. Os demais acessos podem ser adquiridos por R$16."
    O que quer dizer como os " acessos" ? Não entendi bem acesso de onde para onde ? ..
    E o restaurante, vale a pena??
    Vou agora tentar ver Gramado e Canela , dia 22 de fev , tb não consegui .
    Obrigada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eliane, muito obrigado pelo elogio!
      A postagem que tinha de Gramado quando fui pela 1 vez em 2010 perdi de vez, estou para fazer um apanhado geral das vezes que fui e em especial no Natal Luz de 2013/2014. Quanto ao Snowland, vou tentar explicar melhor e modificar o texto do post também:

      Nos primeiros dias após a inauguração (constava no site deles inclusive) que o visitante poderia permanecer na montanha de neve por no máximo duas horas e meia. Quando fomos em dezembro o funcionário informou que essa regra havia mudado e que agora o visitante permanece o tempo que quiser (a grande maioria não consegue ficar tanto tempo por conta do frio), porém se sair de lá (Montanha de neve) para o Vilarejo Alpino ou restaurantes e depois quiser voltar novamente para a Montanha de Neve, paga adicional de R$16. Todos gastos extras são controlados pela pulseira e devem ser pagos na saída. Acredito que o restaurante mais simples combine melhor com a ocasião, com refeições mais rápidas.

      Abraço!

      Excluir
  4. Realmente Gramado e Canela continua sem visualização ... uma pena ..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já iniciei a postagem novamente, vai ficar bastante completa! Abraços

      Excluir
  5. Joao achei otimo o post, gostei muito mesmo, eu estou procurando bastante informacoes para chegar la e nao me surpreender, ja consegui quase todos os valores que eu precisava, fiquei somente em duvida quanto ao restaurante, precos? Voce poderia me ajudar? Agradeco desde ja

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou do post. O restaurante menos sofisticado tem refeições mais rápidas e com preço melhor, não me lembro direito quanto pagamos pois estávamos em 3, mas se não me engano tem opções para 2 pessoas em torno de R$60,00. Abraços

      Excluir
  6. Parabens pelo texto! Vou visitar esse lugar em agosto e ele foi fundamental.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que estão gostando. A intenção é realmente essa de tentar passar para vocês dicas e funcionamento do lugar. Tenho certeza que vai gostar! Abraços

      Excluir
  7. Oi João, parabéns pelo Post, muito explicativo. Gostaria de saber, mais ou menos, quanto tempo reservo para permanecer no Snowland, visto que há bastante coisa pra visitar e estou tentando fazer um roteiro, Obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grazielle, muito obrigado! Dependendo da temporada tudo fica mais demorado com filas para entrar, utilizar pista de patinação, pegar equipamento de acesso a neve, etc... reserve uma manhã toda e pedacinho da tarde. Abraços, continuo a disposição para esclarecimentos ao meu alcance. Se tiver um tempo, curta a nossa fanpage para divulgar o blog na rede social: https://www.facebook.com/voualifora

      Excluir
  8. Muito bom seu post. É o primeiro que vejo com essa nova informação sobre a permanência. Estou indo com meu marido e filho de 5 anos dia 27/11 á 02/12-2014, a programação era pra ir no domingo mas peloseu relato será que seguda feira seria melhor? Vou ate comprar uma blusa e calça termica pro meu filho na decatlon. Obrigada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Bia! Realmente quando fomos, haviam retirado a permanência máxima na "neve". Evite finais de semana, pois o acesso à neve já costuma ser bastante demorado fora dos finais de semana. Essa de comprar roupa térmica para o seu filho pode fazer com que ele aproveite melhor e por mais tempo o gelo! Aproveitem bastante!

      Excluir
  9. Muito bom o post! Obrigada por compartilhar as dicas!
    Eu e meu esposo vamos à trabalho, mas teremos a tarde de amanhã livre. Você acha que mesmo sendo somente após as 14h conseguiremos aproveitar a visita?
    Obrigada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Cristina! Será válido sim... Torço para que vocês consigam entrar, pois essa época é cheio e ainda mais por ser domingo, moradores da região se adicionam ao turistas. Fique atenta para a chamada das senhas para acessar a montanha de neve! Depois nos conte para gente como foi. Divirtam-se!

      Excluir
  10. Excelente o post. Fica tão mais fácil assim. Subiremos na próxima sexta 21/11 com as meninas, tenho certeza que será um tempo muito especial em família. Obrigada pelas dicas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza Graci, elas vão adorar. Obrigado e bom passeio!

      Excluir
  11. Muito bom o seu post. Pesquisando sobre snowland, encontrei seu blog e poxa muito bem explicado, com dicas, ilustrações, preços, muito bom mesmo. Ajudou bastante. Valeu.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quel, esse retorno que é bastante importante. Faz com que continuemos a contribuir com novas postagens. Obrigado e aproveite!

      Excluir
  12. Boa tarde a todos,

    Estive no SNOWLAND no dia 15/01/2017 (domingo) e fiquei aborrecido com algumas situações! Então vamos lá... Não vale o preço que eh cobrado! Para começar o estacionamento fica longe da entrada, depois de muito tempo conseguimos pedir um serviço de shuttle para nos levar até a portaria (pois eu eu estava com uma pessoa com mais de 60 anos) senão teria que subir um morro absurdamente inclinado e grande! Os funcionários não sabiam dar informações corretamente, total falta de preparo dos mesmos além da serem super mal educados, os monitores na pista de patinação no gelo foram péssimos! Enquanto tinham pessoas caídas na pista faziam acrobacias e não as ajudavam a se levantar (minha mãe tomou um tombo e eu pedia ajuda para os monitores para levanta-lá e todos fingiam que não estavam ouvindo sem contar que o MONITOR PEDRO MOURA riu da situação de minha mãe estar caída o que me deixou mais triste!). Total falta de higiene nos capacetes, joelheiras, cotoveleiras e luvas! Falta de higiene nos banheiros! Patins em péssimo estado de conservação e olha que o parque eh relativamente novo (3 anos), além de pagar a entrada, você precisa pagar praticamente tudo no interior do SNOWLAND! Não pode tirar fotos com seu celular nas áreas de fotografia e nos brinquedos! Ficamos quase 30 mim esperando reiniciar o sistema do simulador 7D pois inesperadamente parou de funcionar devido à falha no processamento e tivemos que sair do espaço pois fomos avisados que o reparo seria por tempo indeterminado só depois na hora de ir embora voltou a funcionar!
    Enfim... o que era para ser um dia de diversão e alegria que é o que o SNOWLAND propõe acabou se tornando um dia de muita dor de cabeça! Deixo meu depoimento não para tirar o prazer que alguns ainda pretendem ter em visitar esse espaço e sim de conscientizar as pessoas do que é o interior desta "FABRICA DE FAZER DINHEIRO"! Como cidadão não poderia deixar de escrever pois acho que todos devem estar preparados para esta aventura!

    Atenciosamente,
    João Otávio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. João Otávio, obrigado por deixar aqui registrado sua experiência. Realmente quando fui, logos após sua inauguração, tive uma experiência agradável em relação aos equipamentos (novos), com os funcionários prestativos e dispostos a contribuir com os visitantes. Não existiam ainda as motos de neve e o simulador 7D. O que mais nos irritou mesmo foi o tempo que tivemos que aguardar para entrarmos na "Montanha de Neve". Quanto ao estacionamento, conseguimos uma vaga do outro lado da rodovia, tivemos que andar um pouco e nos arriscar na travessia. Todas as atrações são pagas à parte realmente, o que mais preocupa é a falta de preparo dos funcionários como você relatou, coisa inaceitável.

      Excluir

Dúvidas? Pode perguntar...